“República do Humor” é parada obrigatória para calouros de stand-up

Impressionante!

as pessoas ainda falam de stand up comedy?

acho isso tão 2011…

depois essa enxurrada de gente que apareceu no brasil fazendo esse tipo de comédia sem graça, eu achei que todos os bares e casas de eventos que trabalhavam com isso já tinham falido… cada vez que eu vejo um comediante novo aparecendo na cena, me dá um calafrio que começa lá na base da minha coluna e sobe até o meu pescoço, inclusive embrulhando um pouco meu estômago….

É impressionante como esse “humoristas” brasileiros conseguem ser extremamente misóginos, racistas, preconceituosos e sem graça… até os mais famosos deles acabaram se consagrando por serem extremamente sem graça, atacando grupos de minorias que são atacados todos os dias,  pelos piores tipos de preconceitos possíveis: Danilo, Rafinha, Marcela todos eles ficaram famosos falando que gorda é gordo, que gente feia é feia, que pobre é pobre, enfim apenas reforçaram os preconceitos que já existiam no melhor estilo de humor Praça é Nossa que se conhece.

criticam o Zorra Total e não conseguem fazer nada diferente disso Diferentemente de humoristas como Bill Marr, George Carlin, Louis CK e tantos outros comediantes estrangeiros que realmente buscam no humor uma maneira de atacar o status quo e balançar os conceitos da sociedade, ao invés de fazer piada babaca pra gente babaca.

O trabalho dos humoristas não se resume só aos palcos. O apartamento funciona também como um escritório criativo. Por exemplo, na parede dos quartos, os comediantes colam post-its com ideias para os shows. “De um lado eu coloco as ideias de piadas. Do outro, ficam aquelas que já foram testadas. E assim eu vou montando o meu trabalho”, explica Ventura.

 

Fonte: UOL Entretenimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *